Cultura

Museu Antônio Selistre de Campos completa 43 anos

19 de Abril de 2021

Foto 1: Museu na época de sua fundação (crédito: Acervo Museu Histórico e Artístico de Chapecó)

Publicidade

O Museu Antônio Selistre de Campos (MASC) completa, nesta segunda-feira (19), 43 anos de fundação. A instituição é o centro museológico mais antigo de Chapecó e leva o nome do principal doador de seu acervo, o juiz de direito Antônio Selistre de Campos.

​A história do MASC inicia-se com a doação de uma coleção entomológica por Fritz Plaumann, entomólogo e botânico alemão que fixou residência em Seara e estudou e catalogou aproximadamente 80 mil exemplares de insetos, de 17 mil espécies diferentes, da região Oeste Catarinense. Porém, foi com a doação da coleção de Antônio Selistre de Campos, um jurista defensor das causas indígenas e que passou a colecionar artefatos trazidos a ele pela população, que o museu adquire seu foco na temática arqueológica e etnológica dos povos originários de Chapecó.

​A data de fundação, 19 de abril (Dia do Índio), não é à toa. Devido ao caráter de seu acervo essa data foi escolhida como forma de homenagem. Assim, em 1978, foi criado o Museu Municipal Antônio Selistre de Campos, que até hoje dedica-se em preservar e divulgar os acervos relativos à arqueologia, patrimônio material e imaterial das populações indígenas regionais.

​Durante todo esse tempo esteve sempre sediado no mesmo local, o prédio da antiga prefeitura, em frente à praça Cel. Bertaso. Atualmente conta com cerca de 150 peças arqueológicas, etnológicas, cestarias e peças de grupos indígenas da região como vasilhames, cerâmicas, flechas e artefatos líticos, rochas e minerais.

​“Além da salvaguarda de todo esse acervo, o Museu Antônio Selistre de Campos também atua na dimensão informativa e educativa, por meio de palestras e pesquisas, além de outros programas, tendo como foco estimular a reflexão, estabelecer debates e intensificar as relações da comunidade chapecoense com a história da região”, declarou Sérgio Paulo Ribeiro, diretor do espaço.

​Neste momento o Museu passa por um processo de organização da gestão pois encontra-se fechado ao público devido à pandemia do novo coronavírus. Porém, o espaço permanece em atendimento via telefone e e-mail para pesquisadores e comunidade em geral. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (49)3321-8509 ou pelos e-mails [email protected] e [email protected] das 8h00m às 11h45m e das 13h15m às 17h30m.



Clique aqui e entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp.

Acompanhe nosso trabalho também no Instagram.

Tags: canal ideal; museu; chapecó;

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Publicidade

2021 © CANAL IDEAL Todos os Direitos Reservados.

SAFRA - RODAPÉ FIXO