Digite no mínimo 3 caracteres!
Saúde

Brasil confirma segundo caso de superfungo e alerta para surto

Anvisa trata o caso como o terceiro surto de superfungo no país

Por: Felipe Bastos
14/01/2022 15h17 - Atualizado há 5 dias
Foto: Kateryna Kon/Science Photo Library/Getty Images
Foto: Kateryna Kon/Science Photo Library/Getty Images

A Anvisa recebeu a confirmação de um hospital em Recife, Pernambuco, sobre um segundo caso do chamado superfungo no país. O primeiro caso foi registrado, no dia 3 de janeiro, no mesmo hospital, mas confirmado apenas nesta semana.

A agência trata o caso como o terceiro surto de superfungo no país. Os dois pacientes, um homem de 38 anos e uma mulher de 70, foram isolados no início do mês, segundo a Anvisa.

O fungo, que tem o nome científico de Candida Auris, pode permanecer por meses em uma superfície e resiste a diversos tipos de desinfetante e antifúngicos comuns, usados para tratar doenças causadas por outras espécies de Candida.

As infecções causadas por ele podem chegar à corrente sanguínea e causar a morte de pacientes, especialmente imunodeprimidos ou com comorbidades, disse a Anvisa em um comunicado.

Em 2016, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) alertou para surtos de Candida auris na América Latina.

No Brasil, o primeiro caso foi registrado em dezembro de 2020 na Bahia, resultado em 15 casos e duas mortes. Em dezembro de 2021, um segundo surto aconteceu depois de identificado um caso, também na Bahia. As informações são da Agência Brasil.

Veja também

“Minha mãe não teve a chance”, diz menina de 8 anos após ser vacinada contra a covid-19

Pequena perdeu a mãe para a doença em outubro do ano passado

Crianças que receberam vacina de adulto devem ser monitoradas, diz Pfizer

Recomendação da fabricante foi feita através de nota

Menina de 11 anos foi a primeira imunizada contra a covid-19 em Xanxerê

Imunização está sendo realizada na Arena Ivo Sguissardi, das 8h às 11h e das 13h às 16h30