Digite no mínimo 3 caracteres!
Cotidiano

Família decide abrir caixão de bebê e encontra serragem no lugar de corpo

Polícia Civil disse que foi instaurado um inquérito para investigar o caso

Por: João Victor Araujo
02/08/2022 11h14 - Atualizado há um semana
Foto: Reprodução / Redes Sociais
Foto: Reprodução / Redes Sociais

No último sábado (30), uma família de Imbaú, no Paraná, foi surpreendida durante o velório de um bebê. Quando o caixão foi aberto, o corpo da criança não foi encontrado e havia apenas serragem dentro. As informações são do jornal Extra.

Eduardo Jangada, pai da criança, disse que não queria abrir o caixão, mas o pai dele insistiu a fim de que fosse colocada uma roupa na bebê, que seria chamada de Helena. A menina morreu por causa de uma complicação durante a gestação, que estava na 24ª semana.

✅ CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM PRIMEIRA MÃO NO WHATSAPP

– Eu não queria abrir o caixão, para sofrer menos. É o segundo bebê que a gente perde. Na hora que abriu eu entrei em desespero, minha filha não estava no caixão – contou Eduardo.

Ele responsabilizou o hospital pelo sumiço do corpo. Jangada falou que um funcionário da funerária perguntou se sua mãe e cunhada queriam abrir o “pacote” para reconhecer o corpo, mas elas não quiseram.

Débora Santos, advogada da família, fez boletim de ocorrência sobre o caso.

A Polícia Civil disse, por meio de comunicado, que foi instaurado um inquérito para investigar o caso e diligências estão sendo feitas.

Quer mandar uma sugestão de pauta para a equipe de jornalismo do Canal Ideal? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando AQUI.

Veja também

Última superlua do ano será visível em SC na quinta-feira (11)

O fenômeno ficará visível durante toda a noite, mas a primeira hora após o nascimento é o melhor horário para observar

Nova atualização do WhatsApp permite que usuário esconda quando estiver online; veja como fazer

Será possível decidir quem pode ver esse status e o 'visto por último'. Além disso, aplicativo anunciou como fazer uma saída silenciosa de grupos

Termina nesta segunda-feira (08) o prazo para recusar nomeação como mesário

Ausência precisa ser justificada perante juiz eleitoral