Digite no mínimo 3 caracteres!
Saúde

Ministério da Saúde passa a não recomendar vacinação de adolescentes sem comorbidades

Orientação é recuo em relação à nota publicada no início de setembro que recomendava a vacinação do grupo a partir do dia 15

Por: Lárarson Cortelini
16/09/2021 12h28 - Atualizado há um mês
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Ministério da Saúde publicou uma nota informativa nesta quarta-feira (15) voltando atrás quanto a recomendação da vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. A orientação agora é restringir a vacinação a adolescentes com deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

A nova recomendação contraria uma outra nota publicada no dia 2 de setembro, que recomendava a vacinação para esse grupo a partir do dia 15. A decisão acontece em meio ao aumento de relatos de falta de vacinas no país, especialmente para a segunda dose.

O recuo é o segundo na semana: na quarta-feira, após o ministro Marcelo Queiroga dizer que existia "excesso de vacinas", o governo voltou atrás e manteve o intervalo de 12 semanas para a segunda dose da vacina AstraZeneca. A previsão era reduzir para 8 semanas neste mês.

No documento, o Ministério da Saúde justifica a decisão apontando que a "maioria dos adolescentes sem comorbidades" não sofrem de casos graves da doença e destaca ainda "redução na média móvel de casos e óbitos (queda de 60% no número de casos e queda de mais de 58% no número de óbitos por covid-19 nos últimos 60 dias) com melhora do cenário epidemiológico".

Com informações de G1

Veja também

Santa Catarina deve liberar uso de máscara ao ar livre em novembro, diz secretário

Medida vai depender do avanço da vacinação e do cenário epidemiológico no estado

Chapecó abre novo agendamento para primeira dose da vacina contra a covid

Vacinação acontece na unidade de saúde Chico Mendes no sábado (30)

Publicidade

VÍDEO: Veja um pouco mais da inauguração da Vitalle Clínica Integrada em Abelardo Luz

Conheça o espaço e os profissionais que são referência para cuidar de sua saúde.